Equatorial Piauí faz busca ativa de 258 mil famílias que ainda não se cadastraram na Tarifa Social

Foto: Ascom Equatorial

A Equatorial Piauí informou que está realizando uma busca ativa para mais de 258 mil famílias que têm perfil para cadastro na Tarifa Social de Energia Elétrica, mas que até o momento não se inscreveram para terem acesso a descontos de até 65% na fatura de energia.
 
Atualmente, cerca de 830.800 mil famílias piauienses têm perfil para cadastro na Tarifa Social de Energia Elétrica, mas apenas 572 mil recebem o benefício. Segundo a Equatorial Piauí, o número de beneficiados reduziu por conta da falta de atualização no Cadastro Único do Governo Federal.
 
Municípios com mais beneficiados:
  • Teresina: 105.616
  • Parnaíba: 22.291
  • Picos: 13.886
  • Piripiri: 11.803
  • Barras: 11.699
Além do cadastramento automático por meio de cruzamento de dados feito junto ao governo, a Equatorial Piauí afirmou que tem realizado o trabalho de busca ativa em campo para cadastro dos beneficiários. Este trabalho é realizado porta-a-porta pelos agentes de campo para localizar e incluir as famílias na Tarifa Social que não foram cadastradas automaticamente pelo cruzamento de informações. É importante ressaltar que os leituristas e empregados parceiros estão sempre uniformizados com a farda da empresa e com crachá de identificação.
 
“É importante esclarecer 2 pontos centrais: um deles é que, tanto as famílias já cadastradas na Tarifa Social, quanto as que querem solicitar o benefício, devem procurar os CRAS a cada 2 anos para atualizar o cadastro do NIS, pois é por meio dele que o desconto na fatura é concedido. Outro ponto, é esclarecer também que o benefício para famílias que possuem algum membro com doença, ou deficiência, inclui as com TEA (Transtorno do Espectro Autista), que também têm direito à Tarifa Social.  Nestes casos, para a obtenção do benefício é necessário, além de estar inscrita no CadÚnico e ter renda familiar de até 3 salários mínimos, a apresentação de relatório e atestado médico contendo a identificação do portador com número do NIS, descrição dos aparelhos utilizados no tratamento, CID, descrição clínica do usuário, previsão do período de utilização e de horas mensais de utilização do equipamento, além do endereço da unidade consumidora. Toda a documentação deverá ser entregue em uma de nossas agências”, afirma Patrícia Araújo, Consultora de Relacionamento com o Cliente da Equatorial Piauí.
 
Como se cadastrar na Tarifa Social
 
O cadastro pode ser feito nas agências de atendimento presenciais da Equatorial Piauí e pelos canais de atendimento:
 
  • Call Center 0800 086 0800
  • Assistente virtual Clara (whatsApp): (86) 3228-8200
  • Site equatorialenergia.com.br
Mensalmente também é realizado o cruzamento de dados dos clientes da distribuidora com a base de dados do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) para inclusão automática dos clientes que são identificados.
 
Quem tem direito ao benefício?
 
  • Famílias inscritas no Cadastro Único com renda familiar per capita menor ou igual a meio salário mínimo;
  • Idosos com 65 anos ou mais ou pessoas com deficiência, que recebam o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC);
  •  Famílias inscritas no Cadastro Único com renda mensal de até 3 salários mínimos, que tenham no domicílio portador de doença ou deficiência cujo tratamento, procedimento médico ou terapêutico exija o uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para o seu funcionamento, demandem consumo de energia elétrica, incluindo Famílias que possuem membros com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Por Bárbara Rodrigues (Com informações da Equatorial) Portal CidadeVerde.com

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem