POLÍCIA: Trotes prejudicam serviços de emergência em Parnaíba

Imagem: Portal Costa Norte
Segundo informações apuradas pelo Portal Costa Norte, o número de trotes tem aumentado consideravelmente, prejudicando os serviços de emergência em nosso município.

Passar trote aos serviços de emergência é um desrespeito e um crime principalmente; mesmo assim é uma realidade que requer ser coibida; pois a falsa comunicação de crime ou de contravenção pode levar a prisão. A Polícia Militar é a instituição que mais lida com isso tipo abordagem. 

Segundo o tenente coronel Erivaldo Lima, comandante do 2° Batalhão de Polícia Militar do Piauí, 40% das ligações recebidas pela Central de Operações Policiais Militares são trote. Além do número 190 que é o mais popular contato, a Central de Operações da Polícia Militar (COPOM ), em Parnaíba, dispõe de um WhatsApp (86) 994196330.

Outra instituição de emergência que sofre muitos prejuízos com os trotes é o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) 192. Segundo Paulo Araújo, superintendente de Urgência e Emergência de Parnaíba, são prejuízos de tempo, equipamentos e combustíveis e de alguém que realmente esteja precisando do serviço.

O 2º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar do Piauí teve uma redução nos casos de trotes nos últimos anos. Contudo, já houve situações de que os trotes deram prejuízo principalmente para a população que precisa do serviço, pois o trote é muito perigoso. Segundo Hélio Fontenele, sargento do Corpo de Bombeiros Militar, antes da pandemia os estudantes eram os que mais faziam ligações de trote.

O sargento Hélio Fontenele disse ainda que os trotes de ocorrências mais graves são os mais difíceis de identificar. A exemplo disso, a equipe já fez deslocamento para uma falsa ocorrência, enquanto uma vítima ficou aguardando sem atendimento.

A maior parte das ligações que entram como trotes são caracterizadas por crianças com brincadeiras, adultos com palavras obscenas ou com comunicação falta de crime ou contravenção.

Fonte: Daniel Santos / Portal Costa Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário